03/03/11

Visita à Casa dos Ventos

Visita à Casa dos Ventos




No próximo dia 10 de Abril, no âmbito do Dia Nacional dos Moinhos que se assinala a 7 de Abril, terá lugar pelo quinto ano consecutivo o Dia dos Moinhos Abertos de Portugal, organização da Rede Portuguesa de Moinhos.

Pretende-se mais uma vez chamar a atenção dos Portugueses para o inestimável valor patrimonial dos nossos moinhos tradicionais, de forma a motivar e coordenar vontades e esforços de proprietários, moleiros, organizações associativas, autarquias locais, museus, investigadores, molinólogos, entusiastas, amigos dos moinhos e população em geral. Esta iniciativa contará com grande divulgação e participação a nível nacional, pelo que nesse dia estarão abertos mais de uma centena de moinhos em todo o país.



Nesse sentido, no dia 10 de Abril, a equipa de projecto da Companhia de Teatro e Marionetas de Mandrágora efectuará uma visita aos moinhos giratórios tipo gandarez da freguesia de Bom Sucesso, concelho da Figueira da Foz, a fim de conhecerem este tipo de moinho que será a cenografia principal de peça "Casa dos Ventos", em fase de criação e a estrear este ano.

O início da visita está previsto para as 15:00 horas, englobando o moinho da Junta de Freguesia e o moinho de Morros, este último com a colaboração do seu proprietário Sr. Licínio Andrade. Caso as condições atmosféricas o permitam (vento), durante a visita os dois moinhos estarão em actividade (moagem). Após a visita aos moinhos, terá lugar uma reunião de trabalho da equipa de projecto da Companhia de Teatro Marionetas de Mandrágora, a qual terá lugar em instalações a disponibilizar pela Junta de Freguesia local. Fim da visita e actividades prevista para as 18:00 horas.

Esta visita tem o apoio da Junta de Freguesia do Bom Sucesso e da Rede Portuguesa de Moinhos, sendo que durante a mesma os moinhos também estarão abertos ao público em geral.

Armando Carvalho Ferreira

Rede Portuguesa de Moinhos




Mãos de Sal estreia em Maio no FACE

Estreia em Maio no Fórum de Arte e Cultura de Espinho

Mãos de sal




Tudo cresceu a partir do mar, das areias da praia, onde desde muito cedo os “Mãos de sal” entregaram a sua vida às mãos do mar.

Simão deseja ser pescador mas nunca mergulhou nas águas do mar, e Sebastião foi em tempos pescador mas já não vai ao mar. Simão e Sebastião partilham histórias e aventuras e os seus sonhos



Dando continuidade ao projecto de resgatar elementos da nossa identidade cultural, esta criação desenvolve uma dramaturgia inspirada e assente na nossa história, lendas e tradições.

Este é o ponto de partida para o projecto, recuperar para a cena uma identidade esquecida, reinventá-la e trazer a memória de um passado ainda recente, das gentes que viviam e vivem do, e para o mar.



Uma criação para o Serviço Educativo de Clara Ribeiro
Cordenação plástica enVide nefelibata
Apoio à investigação e estudo alunos da Escola Secundária Soares dos Reis, ramo de realização plástica.
Música Cénica - alunos da Academia de Música de Espinho Cordenação Musical Hugo Marinheiro
Manipulação - Clara Ribeiro e Filipa Mesquita

01/03/11

Projecto com marionetas

Promoção Museu da Marioneta

"CONSTRUÇÃO DE MARIONETAS: CONTRIBUTO DIDÁCTICO PARA A PRÁTICA PEDAGÓGICA"

Curso de Formação - 25 horas presenciais 1 Crédito

(para os grupos 240, 530 e 600)



FORMADORA: Clara Ribeiro (Teatro de Marionetas de Mandrágora)

Dias 12, 19 e 26 de Março de 2011 - das 9:30 às 12:30 e das 14 às 17 horas

Dia 2 de Abril de 2011 - das 9:30 às 12:30 e das 14 às 18 horas





LOCAL: Escola EB 2,3 de São Bernardo - Aveiro

ORGANIZAÇÃO: Associação de Professores de Educação Visual e Tecnológica

VALOR: Associados 100€
Não Associados 130€



NOTA: O preço desta formação já inclui todos os materiais a utilizar durante a realização da formação e construção da marioneta em esponja a produzir